Servidores se mobilizam contra congelamento salarial e fim de concurso público

Os servidores públicos federais estão mobilizados para garantir reajuste salarial em 2019. É que na quarta-feira (11/07) está prevista a votação, na Comissão Mista de Orçamento e no plenário do Congresso Nacional, da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para o próximo ano.

A proposta joga nas costas dos servidores a conta do ajuste fiscal promovido pelo governo neoliberal. O texto prevê a proibição de reajuste no salário, auxílios alimentação e moradia e assistência pré-escolar do funcionalismo público.

Além disso, impõe o fim de novos concursos públicos no país. Ou seja, a situação que já é complicada, por conta do déficit de mão de obra, pode piorar.

O congelamento salarial e o corte nos investimentos em programas sociais estão na esteira da aprovação da Emenda Constitucional 95, que congelou por 20 anos os gastos primários. Desde a aprovação, em dezembro de 2016, já houve redução de 40% da capacidade de investimento do Estado.

Post a comment